O que é a retina?

Retina é a parte do olho responsável pela formação de imagens. É como uma tela que as imagens enxergadas são projetadas e traduzidas para o nosso cérebro por meio do nervo óptico.

Quais são as possíveis doenças de retina?

Moscas Volantes

O que são moscas volantes?

Manchas no olho? Pode ser as Moscas volantes. Elas são pequenos pontos escuros, manchas, filamentos, círculos ou teias de aranha que parecem mover-se na frente de um olho ou até mesmo nos dois olhos. São percebidas mais facilmente durante a leitura ou quando se olha fixamente para uma parede vazia. A sensação é de moscas na visão que se mexem com a movimentação dos olhos.

O que pode causar as moscas volantes?

Elas podem oferecer riscos com o processo natural de envelhecimento, quando o vítreo (um fluído gelatinoso que preenche o globo ocular) contrai-se, podendo se separar da retina em alguns pontos, sem que cause obrigatoriamente danos à visão.

Quais os sintomas das moscas volantes?

As moscas volantes ocorrem com maior frequência após os 45 anos entre as pessoas que têm miopia, as que se submeteram à cirurgia de catarata ou ao tratamento YAG Laser e também entre as que sofreram inflamação dentro do olho.

Como tratar as moscas volantes?

Em alguns casos as moscas volantes não necessitam de tratamento. Um exemplo é em casos que elas não estejam relacionadas a um problema sério, como rasgos na retina ou descolamento de retina. Nesses casos elas tendem a diminuírem sozinhas com o passar do tempo.

Mas, nos casos que as moscas volantes forem um sintoma de rasgo, podem provocar o descolamento da retina, o que pode ocasionar cegueira. Nestes, é extremamente importante que o oftalmologista realize o exame de Mapeamento de Retina (também conhecido como exame de fundo de olho) para descartar a presença de rompimento retiniano.

Procurando um hospital de olhos para o tratamento de retina?

Uveíte

O que é Uveíte?

Uveíte é uma doença inflamatória que pode comprometer totalmente a úvea, ou uma de suas partes (íris, corpo ciliar e coróide). Em alguns casos, a inflamação atinge também o nervo óptico e a retina.

A uveíte é classificada em anterior, intermediária e posterior, conforme o segmento ocular em que o distúrbio se manifesta, e assim como as moscas volantes, pode ocorrer em apenas um olho como também nos dois olhos.

O que pode causar a Uveíte?

As uveítes podem aparecer em qualquer idade, desde o nascimento até a velhice, em homens e mulheres, porém são mais freqüentes em jovens e adultos que apresentam exames positivos para a toxoplasmose.

Ela também pode surgir por meio de infecção por vírus, bactérias e fungos; doenças sistêmicas, como toxoplasmose, inclusive a toxoplasmose congênita, herpes simples, citomegalovírus, tuberculose e sífilis.

A Uveíte também aparece via moléstias reumatológicas, como a artrite reumatoide e o lúpus eritematoso.

Corpos estranhos e traumas oculares, além de Leucemias e linfomas, são outros fatores de riscos e mais propensos a Uveíte.

Quais os sintomas da Uveíte?

  • Olho vermelho (Hiperemia)
  • Sensibilidade à luz (Fotofobia)
  • Dor
  • Visão turva e/ou embaçada
  • Pequenos pontos escuros que se movimentam

Como tratar a Uveíte?

As respostas de como tratar varia de acordo com a causa das uveítes e pode exigir a orientação do oftalmologista e de um especialista na doença, pois se a causa primária não for resolvida o tratamento ocular promove apenas o alívio dos sintomas.

O especialista pode fazer a indicação correta e segura de antibióticos, antivirais ou antifúngicos ao uso tópico de colírios específicos.

Nos casos de uveíte anterior, a primeira medida é dilatar a pupila e prescrever anti-inflamatório de uso local para preservar a anatomia do olho.

Procurando um hospital de olhos para o tratamento de retina?

Oclusões Vasculares da Retina (OVR)

O que são Oclusões Vasculares da Retina (OVR)?

Como um infarto no coração ou um AVC no cérebro (acidente vascular cerebral) a retina também está sujeita a problemas vasculares. A oclusão venosa da retina é bloqueio de uma ou várias veias que irrigam a retina levando oxigênio e nutrientes até ela.

O OVR é um distúrbio vascular comum da retina e também é uma das causas mais comuns de perda de visão no mundo. Na verdade, é a segunda causa mais comum de cegueira por doença vascular da retina, após a retinopatia diabética. 

O que pode causar as Oclusões Vasculares da Retina (OVR)?

Pode ocorrer em quase todas as idades, embora seja mais frequente em pessoas com mais de 65 anos.

Como principais fatores que ocasionam a doença podemos considerar a falta de controle do diabetes, a aterosclerose e a hipertensão.

Quais os sintomas das Oclusões Vasculares da Retina (OVR)?

– Súbita e grave perda de visão acompanhada de pressão dolorosa no olho
– Visão turva ou desfocada em um ou nos dois olhos
– O bloqueio das veias da retina causado pela oclusão pode ainda levar a outras complicações oculares, incluindo: glaucoma, edema macular, perda parcial ou total da visão

Como tratar das Oclusões Vasculares da Retina (OVR)?

Essa doença pode ter progressão rápida e levar à perda da visão se não diagnosticada e tratada corretamente. Por isso segue abaixo dicas preciosas de como tratá-la:

– Acompanhar e monitorar a doença o mais rápido possível com seu oftalmologista de confiança, e assim evitar o agravamento da doença

– Fazer medicação intraocular correta

– Fazer a Fotocoagulação à Laser

– Em casos mais graves realizar a cirurgia

Procurando um hospital de olhos para o tratamento de retina?

Degeneração macular relacionado à Idade – DMRI

O que é Degeneração Macular Relacionado à Idade (DMRI)?

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é o envelhecimento da mácula que é responsável por 90 % da visão. É uma doença de fundo de olho que causa uma redução da visão central, com escurecimento e perda da nitidez, preservando a visão periférica, portanto o diagnóstico precoce é essencial.

O que é Degeneração Macular Relacionado à Idade (DMRI)?

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é o envelhecimento da mácula que é responsável por 90 % da visão. É uma doença de fundo de olho que causa uma redução da visão central, com escurecimento e perda da nitidez, preservando a visão periférica, portanto o diagnóstico precoce é essencial.

O que pode causar a Degeneração Macular Relacionado à Idade (DMRI)?

A doença é mais comum em pessoas acima de 50 anos, além de ser a principal responsável em causar cegueira em pessoas acima de 65 anos.

Dentre os fatores de risco que facilitam o surgimento da DRMI, destacamos:

– Histórico familiar
– Tabagismo
– Carência de vitaminas alimentares
– Exposição intensa a luz solar e radiação ultravioleta
– Hipertensão arterial e arteriosclerose dos vasos

Quais os sintomas da Degeneração Macular Relacionado à Idade (DMRI)?

No início ela não apresenta sintomas, trata-se de uma doença silenciosa. Mas com o tempo pode vir a causar reações, como:
– Perda gradual da capacidade de ver objetos com nitidez
– Embaçamento ou visão central distorcida
– Surgimento de uma área escura ou vazia no centro da visão

Como tratar da Degeneração Macular Relacionado à Idade (DMRI)?

Infelizmente a degeneração macular não tem cura, por isso o acompanhamento e o monitoramento da doença pelo oftalmologista deve ser iniciado o mais rápido possível, para evitar o agravamento. Algumas medidas também são indicadas para retardar a evolução da DMRI. São elas:

– Tomar Vitaminas  (Vitamina C e E, ômega-3, luteína e zeaxantina presentes em alimentos ou suplementos)
– Comer verduras verdes e peixes
– Não fumar 
– Fazer aplicação intra-ocular
– Para os casos grave pode ser necessário cirurgia de retina (ex: vitrectomia)

Procurando um hospital de olhos para o tratamento de retina?

Diabetes – Retinopatia Diabética

O que é a Retinopatia Diabética?

Quando a diabetes não é controlada adequadamente, os níveis de açúcar no sangue podem ficar elevados durante muito tempo, provocando lesões progressivas na retina e nos vasos sanguíneos dos olhos. Tudo isso faz com que a visão fique embaçada e aumenta a dificuldade em enxergar.
E nos casos mais avançados, chega até causar a cegueira.

A retinopatia diabética pode ser dividida em 2 tipos: a Retinopatia diabética não proliferativa (tipo menos grave) e Retinopatia diabética proliferativa ( tipo mais grave).

O que pode causar a Retinopatia Diabética?

Pessoas diabéticas há mais de 10 anos são os principais alvos da doença, principalmente quando a diabetes não é devidamente controlada.

Quais os sintomas da Retinopatia Diabética?

No início não apresenta sintomas, é uma doença silenciosa. Mas com o tempo demonstra casos, como:

– Pequenos pontos negros ou linhas na visão
– Visão central embaçada ou dupla
– Sensibilidade à luz (Fotofobia)
– Manchas escuras na visão
– Dificuldade para enxergar
– Dificuldade para identificar cores diferentes

Como tratar da Degeneração Macular Relacionado à Idade (DMRI)?

Essa doença não tem cura, mas a sua evolução e agravamento podem ser evitados. Por isso, o acompanhamento e o monitoramento da doença pelo oftalmologista deve ser iniciado o mais rápido possível, para evitar a piora da doença. Com o acompanhamento de um profissional especialista o paciente poderá passar por medidas, como:

– Medicação intra ocular
– Fotocoagulação à Laser
– Cirurgia (para os casos mais graves)

Procurando um hospital de olhos para o tratamento de retina?

Central de Atendimento

recepcao@oftalmolaser.med.br
(18) 3222-6363

Segunda à Sexta das 07H às 18H30
Sábado das 07H às 12H.
(18) 3222-6363

Unidade Presidente Prudente

Av. Antônio Canhetti, 201
Jardim Cambuy – EUROMARKET
Presidente Prudente - SP
CEP: 19061-545
(18) 3222-6363
(18) 99164-7302

(18) 99789-2691

Unidade Bataguassu

Av. Dias Barroso, 220
Centro – SANTA CASA
Bataguassu – MS
CEP: 79780-000
(67) 3541-1385

(67) 9956-8565

Unidade Três Lagoas

Rua Paranaíba, 1.469
Bairro Colinos
Três Lagoas - MS
CEP: 79603-090
(67) 3521-1008

(67) 99956-8565

feito por